Emergências Oftalmológicas são tema de evento científico no Hospital de Olhos do PR

 

emergencias.jpg"Emergências Oftalmológicas" foi a denominação de evento realizado esta semana, no Hospital de Olhos do Paraná (auditório Rubens Belfort), que teve como palestrantes, pela ordem, os Drs. Ezequiel Portella, Felipe Branco e a Dra. Luciane Moreira. O apoio científico foi da empresa Latinofarma.

O Dr. Ezequiel Portella falou a respeito do Trauma em Oftalmologia. Disse que tais situações são desafiadoras no pronto-socorro, porque, ainda que exista protocolo de tratamento, cada caso é muito individualizado. O oftalmologista precisa examinar bem o paciente, compreender o seu histórico, "ter bom senso, paciência e extremo cuidado", acrescentou. Deve, ainda, saber entender a diferenciação e a natureza do trauma e isto, em sua opinião, vem com aprendizado e experiência.

Uveítes, úlceras de córnea, ceratites, glaucomas foram os temas da palestrado Dr. Felipe Branco. Ele disse ser importante compreender estas condições, pois algumas delas apresentam similaridades entre os seus sinais e sintomas. Por isto, o médico oftalmologista deve saber como e quando prescrever uma medicação, um exame ou, no caso de úlceras de córnea, o momento mais adequado de realizar coleta de culturas para identificar o agente causador do problema.

A Dra. Luciane Moreira abordou as doenças mais comuns que surgem na rotina do pronto-socorro, mas que apesar disto, segundo ela, "são também importantes e precisam ser avaliadas adequadamente, para que não evoluam para quadros clínicos mais graves". A médica acrescentou que é fundamental o oftalmologista entender o diagnóstico diferencial de cada patologia, bem como a forma adequada de tratamento.