Dr. Felipe Branco participa de curso na Holanda sobre técnica menos invasiva de transplante de córnea

felipe_home.pngO oftalmologista Felipe Roberto Exterhotter Branco, médico do corpo clínico do Hospital de Olhos do Paraná, retornou recentemente da Holanda, onde participou de curso de atualização sobre o transplante endotelial de córnea conhecido no meio científico como DMEK.
O professor Gerrit Melles, do Netherland Institute For Innovative Ocular Surgery (NIIOS), foi quem desenvolveu a técnica do DMEK. Por isto, transformou-se em referência internacional na área.
O procedimento é mais uma entre várias modalidades de transplantes, mas está na rotina de poucos centros oftalmológicos, entre eles o Hospital de Olhos do Paraná, pelo seu elevado nível de dificuldade. Em contrapartida, é o que apresenta melhor prognóstico para os casos de doenças do endotelio da córnea. O paciente submetido à técnica do Dr. Melles é beneficiado por uma cirurgia sem necessidade de suturas, com menores chances de complicações e, consequentemente, recuperação visual mais rápida. É indicado para pacientes com doença do endotélio de córnea nos quais o tratamento clínico já não fornece resultado visual adequado.
O Dr. Felipe Branco participou do curso de treinamento do Dr. Melles, juntamente com cinco colegas, cada um de diferentes partes do mundo: Brasil, Coreia do Sul, Austrália, França, África do Sul e Colômbia.