As fases da visão - como enfrentá-las em cada momento da vida?

A Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa informa que, as probabilidades de a mulher desenvolver a catarata aumentam durante a menopausa. Nesta fase de mudanças hormonais, a saúde ocular também é afetada, ocorrendo alterações no filme lacrimal, que causa a síndrome do olho seco, sensibilidade à luz e coceira nos olhos.Estes sintomas ocorrem porque o organismo interrompe a circulação de estrogênio (hormônio feminino), alterando uma das camadas que formam o cristalino (lente natural do olho), que, por sua vez, precisa deste hormônio para bloquear a produção de uma proteína que causa a catarata.
O acompanhamento de um oftalmologista para diagnóstico de problemas deve ser realizado para minimizar os incômodos, uma vez que o diagnóstico a olho nu e, na fase inicial, pode não ser percebido com facilidade pelos portadores. Por isso, é preciso que a mulher esteja atenta aos primeiros sintomas como a perda discreta da qualidade da visão, diminuição da acuidade visual noturna e visão desbotada das cores.
Para impedir o desenvolvimento da catarata, oftalmologistas recomendam a reposição hormonal. Com a progressão da doença, a visão vai ficando mais turva e embaçada. Atividades de rotina como assistir TV ou caminhar podem ficar mais difíceis por conta do avanço da doença. Para o tratamento, a única solução é a cirurgia.

Quer saber mais sobre o assunto: clique aqui