Liene, diretamente da Letônia, para obter aprendizado no Hospital de Olhos

luciane_e_estagiaria.jpg

Liene Muceniece é natural da Letônia. Reside na capital, Riga. Tem apenas 21 anos. Estuda o quinto ano de Medicina em sua cidade natal, na Riga Stradin´s University. Há uma semana desembarcou em Curitiba, só, longe dos pais e da sua cultura. Não veio a passeio, mas para buscar um sonho; seguir os passos ao seu projeto de futuro, que é atuar na Oftalmopediatria.

Cruzou fronteiras e veio parar justamente no Hospital de Olhos do Paraná. E se tornou aprendiz da Dra. Luciane Moreira. Com ela passou a conhecer toda a estrutura do Hospital, desde os consultórios até os centros cirúrgicos e equipamentos. Permanecerá apenas duas semanas. Mas acredita que o tempo será valioso pelo conhecimento que já vem absorvendo.

A Dra. Kátia, professora da Universidade Positivo, bem como o seu filho, oftalmologista, que reside na Letônia e é conhecido de Liene, foram os primeiros facilitadores para que ela se decidisse por escolher Curitiba. Desde os primeiros contatos até o seu embarque à cidade tudo se deu muito rápido. Até que, na segunda-feira, dia 8, ela já começava o seu aprendizado com a Dra. Luciane.

Liene não fala em Português. Sua simpatia, carisma e facilidade de comunicação superam a barreira do idioma. Ela tem certeza de que guardará de sua experiência lições para a vida toda. A relação médico-paciente é uma delas.

Liene disse nunca ter presenciado empatia tão grande no atendimento aos pacientes que procuram um centro médico. Lembra que, nos hospitais pelos quais percorreu o paciente mal tem a oportunidade de estender a mão ao seu médico. O computador interpor-se entre os dois, dificulta as chances de diálogo. Não é o que a gente percebe no atendimento propiciado aqui, revela.