INSTITUCIONAL

Diz-se que os olhos são a nossa janela para o mundo.

Mas que, como muitas coisas, essa janela também pode se quebrar, embaçar, desgastar, emperrar. Na verdade, muitos fatores podem contribuir para que algo aconteça com a saúde dos nossos olhos.

O importante é que as pessoas tenham a quem recorrer na hora em que mais precisarem.

Para todas essas situações, o Hospital de Olhos do Paraná é um dos poucos centros oftalmológicos do Estado que mantém atendimento ininterrupto durante 24 horas, nos sábados, domingos e feriados.

Atende usuários dos principais planos de saúde e de convênios. E tem como missão básica e compromisso social disponibilizar sua estrutura e a experiência do seu corpo clínico à grande parcela dos pacientes do sistema público de saúde que diariamente procuram suas quatro unidades.

O Hospital de Olhos é um dos poucos centros oftalmológicos do Paraná capacitados para atender prontamente emergências em todas as áreas da Oftalmologia.

UM POUCO DA HISTÓRIA DO HOSPITAL DE OLHOS

A história do Hospital de Olhos, surgido há mais de 40 anos está, de certa forma, relacionada com a própria história da medicina paranaense. Ela começa com o legado deixado pelo professor Carlos Estrela Moreira, primeiro professor anatomista da Universidade Federal do Paraná e pertencente a uma família que escreveu alguns dos mais importantes capítulos da medicina do Paraná.

O irmão, Fernando Augusto Moreira, foi um dos primeiros educadores a lutar pela fundação de uma universidade no Estado. Júlio Moreira, o sobrinho, publicou o "Dicionário Bibliográfico do Paraná e projetou-se como um dos mais importantes intelectuais do seu tempo.

Ao mesmo tempo em que formava discípulos, o professor Carlos Estrela Moreira inclinava-se a outra paixão: exercer a Oftalmologia e a Otorrinaringologia, que naquele tempo davam os seus primeiros passos em todo o mundo.

Foi assim que ele abriu o seu primeiro consultório - na verdade uma pequena sala situada na Avenida Luiz Xavier (hoje Rua das Flores), ao lado do antigo Cine Odeon, na área mais central de uma Curitiba ainda provinciana, com pouco mais 300 mil habitantes.

O reconhecimento que o Dr. Carlos Estrela Moreira conquistou perante a comunidade permitiu, também, que ele conseguisse formar todos os cinco filhos. Carlos Augusto Moreira seguiu a carreira do pai. Pequena placa (canto esquerdo), indicativa do consultório do Dr. Carlos Estrela Moreira.

Em 1955 o Professor Moreira formou-se em Oftalmologia com distinção, fez residência na Argentina entre 1956 e 1957 e, ao voltar de lá, casou-se com a Dra. Saly Moreira. Desse casamento nasceram Carlos Augusto Moreira Júnior, Hamilton Moreira e Luciane Moreira. Mais tarde, todos seguiriam a carreira dos pais.

A família Moreira, que já era uma tradição no Paraná pelas mãos dos seus pioneiros, tornou-se referência em Oftalmologia também pelos filhos do casal Carlos e Saly Moreira e, especialmente, após o surgimento do Hospital de Olhos do Paraná.

O Hospital de Olhos é hoje um centro modelo em Oftalmologia no Sul do país, pelo seu reconhecido comprometimento social, sua produção em pesquisa, atuação de ponta em todas as áreas da Oftalmologia, pela qualidade do ensino, pela sua vocação social e inserção nas principais campanhas do país destinadas à promoção da acuidade visual.