O que é?

Também conhecida como catarata infantil, é uma malformação no cristalino do olho durante o desenvolvimento do feto. O cristalino é uma lente transparente localizada dentro do olho que coloca as imagens em foco. Quando ocorre a catarata, o cristalino perde a sua transparência. Representa a principal causa de cegueira infantil.

Sintomas

O principal é a pupila branca, também conhecida como leucocoria. Outros sinais frequentes: desvios oculares (estrabismos) e perda da fixação visual. A criança pode também apresentar ausência completa da visão.

Tipos

Caso atinja os dois olhos é denominada de bilateral. Conforme o grau de opacificação do cristalino, é possível que o paciente sofra pela interferência na passagem de luz, por distorção ou por redução na quantidade de raios luminosos que chegam à retina de bebês. A variação da opacificação do cristalino pode ser leve ou muito densa, tornando a pupila branca.

Diagnóstico

É feito no recém-nascido por meio do “teste do reflexo vermelho”, também conhecido como “teste do olhinho”. Quando o reflexo está alterado, pode-se suspeitar da Catarata Congênita.

Tratamento

Depende muito da idade da criança, do estágio da catarata, da localização e do grau de comprometimento. O acompanhamento do oftalmologista, de forma precoce, é fundamental. Dependendo da gravidade é realizada cirurgia, pela técnica de facectomia extra-capsular, facoemulsificação ou lensectomia. O objetivo é realizar a retirada do cristalino que se tornou opaco. Em cataratas parciais é possível o tratamento por meio de colírios, oclusão e óculos especiais destinados a melhorar a acuidade visual.