HOP será parceiro de campanha de conscientização contra o diabetes

Edição da campanha do ano passado.

O Hospital de Olhos do Paraná (HOP), será parceiro da Prefeitura de Curitiba em ação programada para o dia 10 de novembro, a partir das 9h, no Parque Barigui, cujo objetivo é atuar na conscientização contra o diabetes. A campanha envolverá o Centro de Diabetes de Curitiba e alertará sobre a importância de portadores da doença controlarem periodicamente os seus índices de glicemia e visitarem periodicamente o seu oftalmologista.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, após 10 anos do surgimento do diabetes, 50% dos seus portadores terão alguma complicação visual. Os problemas visuais são os de maior incidência entre pessoas com o diabetes fora de controle, de acordo com o Dr. Carlos Augusto Moreira Júnior, chefe do Serviço de Retina do HOP e coordenador da campanha da parte do HOP.

A doença mais preocupante, acrescenta o médico, é a retinopatia diabética, que afeta os pequenos vasos da retina (região do olho responsável pela formação das imagens enviadas ao cérebro). O surgimento da retinopatia, de acordo com o Dr. Moreira Júnior, está relacionado ao tempo de duração do diabetes e ao descontrole da glicemia.

Durante a campanha em parceria com a Prefeitura de Curitiba, médicos voluntários do HOP realizarão exames no Parque Barigui, empregando tecnologia de ponta (o paciente não terá necessidade de dilatar a pupila). Quem apresentar alguma alteração retiniana, receberá orientações detalhadas de como tratar e controlar a doença.

O Dr. Moreira Júnior diz que, a boa notícia, é que o tratamento das complicações do diabetes evoluiu significativamente nos últimos anos. Antigamente, acrescenta, era possível apenas falar no controle da doença. Atualmente, medicamentos injetados dentro do olho permitem regredir o diabetes e melhorar a qualidade de visão. O mais importante de tudo, na opinião do médico, é que o paciente saiba se cuidar. Visitar periodicamente o seu oftalmologista, ter uma dieta equilibrada, permanecer atento à possíveis alterações de sua pressão arterial.

A secretária municipal de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, informa que o diabetes precisa ser muito bem controlado, para que o paciente não sofra complicações. Por isso, as unidades de saúde do município oferecem grupos de acompanhamento de pacientes com diabetes e também promovem ações de conscientização, envolvendo toda a família.