Dra. Dayane Issaho, do HOP, é premiada por estudo realizado na área de Estrabismo

A doutora Dayane Issaho, membro do corpo clínico do Hospital de Olhos do Paraná (HOP) recebeu no dia 06 de setembro, o mais importante prêmio concedido pela revista Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, editada pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Trata-se do “Waldemar Rubens Belfort de Mattos 2018”. A entrega foi feita durante mais uma edição do Congresso Brasileiro de Oftalmologia, que está sendo realizado em Maceió.

O tema do estudo da Dra. Dayane Issaho é um dos mais debatidos pela comunidade científica, na área do Estrabismo. Diz respeito ao momento mais adequado no qual especialistas devem realizar a cirurgia. Parte dos estudiosos defende que a cirurgia deve ser feita precocemente; e parte sustenta que após os cinco anos de idade.

Após avaliar um número significativo de casos, a Dra. Dayane Issaho concluiu que, com segurança, crianças portadoras do Estrabismo Divergente Intermitente podem ser operados antes de completarem quatro anos de idade e, ainda assim, com a possibilidade de apresentarem melhores resultados motores, comparativamente aos operados mais tarde.

A médica explica, de forma resumida, que o Estrabismo Divergente Intermitente é uma condição pela qual os olhos desviam para fora, mas que esse desvio não é constante, ocorre em alguns momentos do dia.

Sobre o trabalho
O artigo que renderá a premiação pelo CBO foi desenvolvido no Children’s Medical Center of Dallas, Texas, EUA, durante o fellowship da Dra. Dayane Issaho em Estrabismo e Oftalmologia Pediátrica. Clique aqui, confira a íntegra do trabalho!