HOPR realiza campanha, alertando sobre as principais causas de cegueira

O Hospital de Olhos do Paraná (HOPR), em parceria com a Associação Comercial do Paraná e com a Clinipam, atuará na prevenção e na detecção precoce da cegueira, em ação prevista para este sábado, dia 28 (das 9 às 13h), na Rua XV de Novembro (proximidades do número 621).

A campanha educativa encerra as programações pelo ‘Abril Marrom’, uma iniciativa do HOPR transformada em projeto de Lei do governo estadual. Destaque para o Glaucoma, principal causa da cegueira irreversível no mundo.

Durante a manhã do sábado, médicos e colaboradores do HOPR estarão em um “stand”, operando equipamento da empresa Essilor que mede a acuidade visual. Um material impresso será distribuído, com o objetivo de manter a população informada sobre outras condições que podem provocar a perda da saúde ocular. Essa estratégia de orientação com pacientes começou a ser desenvolvida em todas as unidades do Hospital desde a primeira semana de abril, envolvendo o seu corpo clínico e colaboradores.

Glaucoma
Médicos do Hospital de Olhos informam que o Glaucoma surge quando o nervo óptico (uma espécie de “fio” com mais de um milhão de fibras), começa a apresentar danos. A informação deixa de percorrer de forma correta o trajeto entre o olho e o cérebro.

De maneira gradual, lenta e imperceptível, surgem “pontos cegos”, que só serão percebidos depois de um dano considerável. Quando todo o nervo é destruído, ocorre a cegueira. Estatísticas apontam para um total de um milhão de vítimas da doença no país. Estima-se que 70% dos portadores não estejam em tratamento.

Outras formas de cegueira
O Dr. Hamilton Moreira, oftalmologista do Hospital de Olhos do Paraná e idealizador do ‘Abril Marrom’, informa que a cegueira atinge, atualmente, cerca de 1,2 milhão de pessoas no Brasil. A boa notícia, segundo ele, é que 60% das doenças oculares que causam cegueiras são tratáveis. Em qualquer caso, acrescenta, é importante que a população esteja bem informada, que procure um médico oftalmologista caso apresente histórico na família ou perceba qualquer alteração visual.

Diabéticos, crianças, adultos acima de 40 anos e idosos acima de 60 anos devem receber ainda maior atenção aos cuidados com a visão. Ter informações a respeito das doenças que podem levar à cegueira é o primeiro passo para a população adotar medidas preventivas. Dentre as doenças que podem levar à cegueira, algumas são bastante frequentes no cotidiano da população, porém negligenciadas devido à falta de conhecimento sobre as suas consequências em longo prazo.