Hospital de Olhos do PR e Allergan orientam pacientes sobre o Glaucoma

O Hospital de Olhos do Paraná e a Allergan realizaram há dias, um trabalho de conscientização sobre o Glaucoma. Participaram da ação, entre outros, a Dra. Carolina Daguano, o Dr. Rodrigo Omoto, a supervisora do Instituto do Glaucoma, Giseli Carloto e o Sr. Nerilson, representante da Allergan.

A doença tem caráter hereditário, pois quem possui familiares portadores apresenta mais chance de desenvolvê-la. Idade avançada, raça negra e alto grau de miopia também são fatores de risco.

A boa notícia é que a detecção precoce pode interromper o seu avanço e até mesmo evitar a perda da visão. O Hospital de Olhos do Paraná dá tanta importância ao Glaucoma que criou, em 2017, um centro integrado com equipes, infraestrutura e tecnologia própria destinado a fazer frente à doença, que hoje se apresenta como um desafio à Medicina. Destaque para o SLT, um dos mais modernos e eficazes tratamentos para combater a doença.

Somente nos Estados Unidos existem mais de 1,4 milhões de portadores. No Brasil, as vítimas ultrapassam a casa dos 900 mil. Pela falta de informação, mais de 50% dos brasileiros não sabem o significado e as implicações da patologia. Todo esse contingente, se não for tratado adequadamente, tem potencial para evoluir para a cegueira irreversível, já que o glaucoma não tem cura.

Sobre o Instituto do Glaucoma
O Instituto do Glaucoma do Hospital de Olhos do Paraná tem como compromisso e o diferencial de prestar atenção integral e personalizada aos portadores do Glaucoma, em todas as fases da doença. Segue uma tradição de mais de 40 anos do centro médico em todas as áreas da oftalmologia. A unidade conta com especialistas renomados e com tecnologia de ponta destinados a realizar o diagnóstico precoce, antes do surgimento dos primeiros sintomas e desconfortos provocados pelo Glaucoma. Toda essa infraestrutura é essencial, uma vez que a doença é silenciosa, considerada pelos principais estudiosos como “um ladrão furtivo da visão”.

Perda lenta e gradual
Médicos do Hospital de Olhos do Paraná lembram que a perda da visão avança a uma taxa tão lenta e gradual, que muitos pacientes só apresentarão os seus sinais e sintomas mais graves, em estágio mais avançado. Por essse motivo, o Instituto vem se envolvendo, desde a sua inauguração, em organizar campanhas destinadas a informar ao público de que a melhor defesa contra o desenvolvimento da cegueira provocada pelo glaucoma é realizar exames anuais de rotina com um oftalmologista e adotar hábitos de vida saudáveis.

São pacientes de risco as pessoas com histórico na família, altos míopes, portadores de diabetes, de outras doenças oculares, que fazem periódico de determinados medicamentos (como corticoides) sem orientação médica. Pais devem preocupar-se também com o glaucoma juvenil, de origem genética.

Serviço: Instituto do Glaucoma do Hospital de Olhos do Paraná
Endereço: Rua Carlos de Carvalho, 1430 – Batel
Fone: 41 3014-7279